segunda-feira, 11 de julho de 2011

O legado da máquina de lavar roupas


Reprimida e ofuscada por morais pré-estabelecidas, a mulher custou para obter notoriedade e adquirir espaço igualitário na sociedade. Centenas de ditas bruxas arderam em chamas acompanhadas por um conhecimento perdido; prostitutas lançaram sua imagem ao relento ao oferecer serviços “impuros”, fora do padrão contemporâneo.
A faísca da liberdade fora acesa embalada pela Revolução Industrial que possibilitou o “êxodo residencial”. O símbolo feminino conquistou oportunidade de trabalho e influência socioeconômica. Homens e mulheres unidos enfrentaram períodos de repressão militar, nas palavras de Chico Buarque de Holanda: “Mesmo calado o peito resta a cuca”, complementadas por sábias canções de Elis Regina – “o bêbado e o equilibrista” ilustra o quadro – e diversas “flores” que abandonaram o posto de frágeis  para tornarem-se mulheres revolucionárias, de fibra.
Conquistas sob conquistas e no ano de dois mil e dez o Brasil elege a sua primeira presidenta, não obstante, proferir que o Brasil está diante de uma “nova época” pelo simples fato de Dilma Rousseff ser mulher, erroneamente caracteriza um preconceito. A opção sexual e/ou gênero não interfere na integridade, apesar das divergências características, vota-se em competência – não em credo, cor, gênero e beleza exterior -.
As “flores” de fibra perderam espaço para as “frutas”. Melancia, melão, pêra; uma verdureira na qual a auto-intitulação por atributos físicos vulgarizou  a essência feminina. A luta pela homogeneidade adquirida é lançada às traças ao constatar que a mulher é apenas um símbolo sexual, apenas uma “garota de Ipanema”.
O Brasil de “globelezas” e mulheres tenazes, prostitutas e bruxas, frutas e flores, idealiza a imagem de um símbolo feminino a rebolar diante de uma passarela do samba – sorrindo a um mundo repleto de injustiças e valores invertidos -. A maquina de lavar roupas transformou faísca em chama; há aqueles que se queimam, outros que valorizam seu real objetivo e conseqüente benefício.  

4 comentários:

  1. usei trema mesmo, acho legal. HAIUEHUIA

    ResponderExcluir
  2. como faço pra entrar em contato? gostaria de saber de vc, como é a noite em relação a musica ao vivo ,ai onde vc mora.

    ResponderExcluir
  3. me deixa um recado no e-mail fernandoluna2009@hotmail.com

    ResponderExcluir